sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

#PostTodoDia 23 - Resenha "Will & Will - Um nome, um destino. John Green, David Levithan"

Oii meus amoores!! Tudo bem com vocês??

Primeira vez que faço resenha de livro no blog, não é porque não leio, é que quando leio não sobra muito tempo para escrever hehe. Espero que gostem J

RESENHA: Will & Will – Um nome, um destino. John Green, David Levithan

Em uma noite fria, numa improvável esquina de Chicago, Will Grayson encontra... Will Grayson. Os dois adolescentes dividem o mesmo nome. E, aparentemente, apenas isso os une. Mas mesmo circulando em ambientes completamente diferentes, os dois estão prestes a embarcar em uma aventura de épicas proporções. O mais fabuloso musical a jamais ser apresentado nos palcos politicamente corretos do ensino médio.
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Das obras do John só não li “Deixe a neve cair” que é parceria com mais três escritores, e “A estrela que nunca vai se apagar” que não foi bem escrito por ele, mas sim pela garota que inspirou a história de “A culpa é das estrelas”.
Em seus livros, sempre há alguma história de romance, e nesse não foi diferente...e perante a sociedade, tratou de um tema polêmico.

Como o nome do livro já diz, há dois Will Grayson, adolescentes, mesmo levando a vida em diferentes lugares, possuem os mesmos medos dos jovens, diante do amor, da amizade...o Will 1 (assim vou chamá-lo) é heterrossexual, descontraído, e é amigo do “maior gay” (como ele fala) da escola Tiny Cooper. E o Will 2, um cara tenso, dramático, de mal com a vida, homossexual, que possui uma amiga a Maura, que acaba o deixando muito triste.
As partes do livro são intercaladas cada capítulo narrado por um Will, toda parte do 2 é minúscula, sim toda escrita em letras minúsculas - confesso como algumas pessoas comentaram - , isso me deixou um pouco aflita no início, mas conforme fui lendo percebi que facilitou bastante a diferenciação dos personagens, e demostra mais a personalidade, a introspecção de seus sentimentos.

Ambos pensavam: “Se você seguir duas regras muito simples: 1. Não se importar muito com nada. 2. Calar a boca, tudo vai dar certo”

As vidas desses garotos se cruzaram em uma noite em Chicago, quando os dois estavam decepcionados com o amor...conversando, trocando contatos de amigos, aprenderam que devemos expressar nossos sentimentos para as coisas fluírem, a história foi se desenrolando, com altos e baixos, até chegar ao grande dia do fabuloso musical, que sério nessa parte fiquei “Meu Deus que fofooo”.

#MinhaOpinião: livro fantástico, leitura super fácil, agradável, com linguagem beem adolescente, com momentos para rir, refletir, se frustar e ficar “que fofoo” (rs).
Você deve ter uma mentalidade aberta em relação á homossexualidade, á refletir que devemos valorizar as pessoas que amamos, correr atrás de nossos sonhos, não ser a sombra de ninguém, e quando se é jovem (sim sou jovem, e sem muito bem disso), começamos a ver que nem tudo são flores, precisamos enfrentar muitos desafios com a cabeça erguida e nunca desistir.
Ameei o livro, e super indico, como todas as obras do John ♥
(Obrigada Raai por me emprestar o livro ♥)

Beiijus ♥

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pesquisar ♥

Leia Também...